História de Salinas

História de Salinas

24 de abril de 2013

DISTRITO DE FORTALEZA DE SALINAS

Imagem do distrito de Fortaleza de Salinas em 1900,
final do século XIX. Recenseamento realizado naquele
ano identificou 4.342 habitantes no distrito.
Fonte da imagem: Abdênago Lisboa/Apolo Heringer.

Por Roberto Carlos Morais Santiago

Originalmente o município de Salinas já foi muito extenso em território, sendo um dos maiores da região norte-mineira. Um dos distritos mais distante de Salinas (sede) era Fortaleza de Salinas (atual município de Pedra Azul) cerca de 150 quilômetros. Foi o primeiro a se emancipar. O processo de emancipação iniciou no dia 30 de agosto de 1911 quando da sanção da Lei Estadual nº. 556, que criou o município de Fortaleza. No dia primeiro de março de 1912 realizam-se as primeiras eleições. A instalação da 1ª Câmara de Vereadores do novo município ocorreu no dia 1º de junho de 1912 em Salinas. Tomaram posse os eleitos: Pacífico Soares de Faria (eleito presidente da Câmara e agente executivo - cargo equivalente a prefeito atualmente),  João de Lima Pires, Hormino de Almeida, Alcebíades Antunes de Oliveira, Carlos Américo da Cunha Peixoto, João da Costa Fernandes e João da Rocha Medrado. O povoado de Cachoeira de Pajeú também desmembra-se de Salinas e integra o território do novo município de Fortaleza na condição de distrito. Em 1943, após realização de plebiscito local, o nome do município é alterado para Pedra Azul.

Hasteamento de bandeira na instalação da 1ª Câmara de Vereadores de Fortaleza no dia 1º de junho de 1912.
A banda que toca é de Salinas.
Fonte da imagem: Abdênago Lisboa/Apolo Heringer.
Posted by Picasa

__________

Referência bibliográfica: 

SANTIAGO, Luis. SOUZA, Maria das Graças Cordeiro de. Pedra Azul: cinco visões de uma cidade. Pedra Azul, 1996.

9 comentários:

luís santiago disse...

As fotos mostram a 1) a hoje av. Joaquim Antunes e 2) a antiga casa da Câmara, hoje derrubada e em seu lugar erguida a atual prefeitura; na primeira foto se pode ver o barraco onde funcionava uma espécie de mercado; à esquerda, mais tarde, foi construída a loja do Bazar 36, mas à direita, na esquina, ainda se ergue a mesma casa; a segunda foto, se não me engano foi tirada no dia da instalação do município, há 99 anos.

Roberto Carlos Morais Santiago disse...

Luis Carlos Mendes Santiago, agradeço os comentários das fotos. Enriquece ainda mais a história de nossa região. Tenho vários livros de sua autoria: Serro e Serrania; Serro: Política, Geografia e Cultura; Pedra Azul: cinco visões de uma cidade. Todos excelentes. Parabéns pelos seus livros. Percebo que temos em comum dois sobrenomes: Mendes (avó paterna) e Santiago(avô paterno). Será que somos parentes? Acredito que sim. Um cordial abraço!

Neo Hippy Slacker Con disse...

Quem era o proprietario do Bazar 36?

JANEWTON disse...

Roberto, parabéns pela iniciativa. Estamos acompanhando todos os seus blogs. Grande abraço.

nivea disse...

Muito boa essa iniciativa...
Estou fazendo um trabalho de história e genealogia e gostaria de confirmar os nomes dos pais de Pacífico Soares de Faria .
Se pude ajudar...
obrigado

marcos disse...

Sou filho de José Desidério de Lima,ex-funcionário do Banco da Lavoura(1925),e,acho curioso você mencionar o nome do Coronel Pacífico Soares de Faria(1861-1930),natural de Santo Antônio do Gurutuba,município de Grão Mogol);pois ele era,nada mais nada menos que o pai do saudoso Clemente Soares de Faria,fundador do extinto Banco da Lavoura de Minas Gerais.Parabéns pelo trabalho.Marcos Maurício(grande BH).

Alessandro Vitucci Santiago disse...

Parabéns Carlos, brilhante trabalho de garimpagem, fiquei muito emocionado de saber tanto da nossa familia, tinha muita curiosidade de saber tbem a origem de nossa avó. Abraços

Cristiano Silva disse...

Sou Cristiano neto de Marcolino dos Santos que se casou com minha avó Theonilia Silva Santos ambos de Salinas - MG, meu avô saiu da cidade como capitão do mato e trouxe a implementação dos dormentes da ferrovia até Lavinia - SP, gostaria muito de saber se na cidade conseguiria uma foto de meu avô, pois sempre sonhei em conhece-lo ao menos por uma foto, se for possivel eu agradeço pelo apoio meu e-mail é alhkfw@hotmail.com, ficaria muito agradecido se alguém conseguir uma foto de meu avô por ai, fiquem com DEUS e sucesso a todos de Lavinia.

Att
Cristiano Silva
Presidente da ALHKFW do Brasil
www.associacaoluohan.com.br

Simão Pedro disse...

grandes estórias, gostei e salvei mais duas imagens para a minha coleção de fotos antigas da cidade.